quarta-feira, 10 de julho de 2013

Orfandade

A solidão é quando a alma fica órfã de ar e o coração do tamanho de um alfinete. Alfinete que pica e que consegue retirar o pouco ar que ainda se tem. A solidão é pesada e tem vestes de prisão perpétua. Fica-se entre quatro paredes mesmo quando as paredes são do tamanho do céu que se vê. A solidão mata lentamente. Deveria pagar-se menos impostos quando se é só. É suficiente um tipo de injustiça por pessoa.

1 comentário:

LuzAzul disse...

Durante esta semana a palavra "orfã" não me saiu da cabeça.
É uma sensação de dor no peito, de falta de ar por se ter perdido aquele ser humano que sempre me deu amor, carinho e muita, muita ternura.
A saudade é imensa.... não tenho como descrevê-la..... e onde estão as minhas lágrimas para chorar este pai maravilhoso que partiu?